Seja bem vindo(a)!!!

"No momento em que uma criança nasce, a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo." (Rajneesh)

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ser mãe... de novo!

É isso aí... estou grávida novamente! Gravidíssima!
A primeira pergunta que todos fazem ou, pelo menos, têm vontade de fazer: foi planejado? Por nós, não, mas por Deus, com certeza. Não estávamos esperando por isso, mas agora eu estou "esperando"... Estamos muito felizes! A Bia então, nem se fala! Está super entusiasmada com o irmãozinho ou irmãzinha na barriga da mamãe. Ela beija, passa creme, faz carinho, faz massagem... uma belezinha. É claro que eu não estou me iludindo, eu sei que o ciúmes uma hora ou outra vai falar mais alto, mas vamos lidar com isso na hora certa. Por hora, vamos nos reorganizar, ajustar nossos planos e começar tudo de novo! (Ainda bem que eu fiquei enrolando pra fazer aquela revisão no guarda-roupas, porque eu estava com uma idéia besta de emagrecer uns 5 quilos...) Pelo menos desta vez eu comecei a escrever no blog mais cedo... :)
Além disso, há certos detalhes que, na segunda gravidez, já passam batidos: da primeira vez, fizemos o teste de farmácia, que deu positivo, no outro dia fizemos o exame de sangue e aguardamos até o final da tarde, quando saiu o resultado positivo para contar para nossos pais e parentes. Desta vez, acabamos de fazer o teste de farmácia, já ligamos para nossos pais e irmãos do Léo, que já postaram no Face e em 5 minutos o mundo inteiro já estava sabendo... Viva a tecnologia! 

Para completar esta postagem, um texto muito legal que uma amiga me mandou pelo Face há um tempinho e agora se tornou bastante oportuno:

ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS 

O 1º filho é de vidro 
O 2º é de borracha 
O 3º é de ferro 

Planejamento 
O 1º filho é (em geral) desejado 
O 2º é planejado 
O 3º é escorregado 

O TRATAMENTO (PELA ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS) 

1º- Irmão mais velho têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados. 
2º – O segundo mal consegue achar fotos do primeiro aniversário. 
3º- Os terceiros, não fazem idéia das circunstâncias em que chegaram à família 

O que vestir 
1º bebê – Você começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo. 
2º bebê – Você usa as roupas normais o máximo que puder. 
3º bebê – As roupas para grávidas são suas roupas normais, pq vc já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia. 

Preparação para o nascimento 
1º bebê – Você faz exercícios de respiração religiosamente. 
2º bebê – Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram. 
3º bebê – Você pede para tomar a peridural no 8º mês pq se lembra que dói demais. 

O guarda-roupas 
1º bebê – Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta. 
2º bebê – Você vê se as roupas estão limpas e só descarta aquelas com manchas escuras.
3º bebê – Meninos podem usar rosa, né? Afinal o seu marido é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho igual ao pai! (será que vai mesmo?) 

Preocupações 
1º bebê – Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo. 
2º bebê – Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho.. 
3º bebê – Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço ou manda o marido ir até o quarto das criança. 

A chupeta 
1º bebê – Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la.. 
2º bebê – Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê. 
3º bebê – Se a chupeta cair no chão, você passa na sua camiseta, dá uma lambida, passa na sua camisa desta vez para dar uma secadinha pra não pegar sapinho no nenê, e dá novamente ao bebê, pq o que não mata, fortalece (vitamina B, de Bicho, off course!) 

Troca de fraldas 
1º bebê – Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas. 
2º bebê – Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário. 
3º bebê – Você tenta trocar a fralda somente quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro. 

Banho 
1º bebê – A água é filtrada e fervida e sua temperatura medida por termômetro. 
2º bebê – A água é da torneira e a temperatura é fresquinha. 
3º bebê – É enfiado diretamente embaixo do chuveiro na temperatura que vier, pq vc, seu marido e seus pais foram criados assim, e ninguém morreu de frio. 

Atividades 
1º bebê – Você leva seu filho para as aulas de musica para bebês, teatro, contação de história, natação, judô, etc… 
2º bebê – Você leva seu filho para a escola e olhe lá… 
3º bebê – Você leva seu filho para o supermercado, padaria, manicure,e o seu marido que se vire para levá-lo à escola e ao campo de futebol… 

Saídas 
1º bebê – A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa da sua mãe (sua sogra não pode ficar com a criança pq na sua cabeça, ela nunca foi mãe), para saber se ele está bem. 
2º bebê – Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone pra empregada. 
3º bebê – Você manda a empregada ligar só se ver sangue. 

Em casa 
1º bebê – Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê. 
2º bebê – Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, mordendo, beliscando, batendo ou brincando de supermam com o bebê, amarrando uma sacola do carrefour no pescoço dele e jogando ele de cima do beliche. 
3º bebê – Você passa todo o tempo se escondendo das crianças. 

Engolindo moedas 
1º bebê – Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x. 
2º bebê – Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair. 
3º bebê – Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Bia cantora

A Bia sempre gostou de música... com 6 meses, mais ou menos, quando estávamos assistindo televisão, ela "dançava" no colo, quando tocava alguma música em um filme ou comercial. Então eu, como uma boa mãe que sou, resolvi mostrar todo o talento dela para o mundo!
Ninguém deveria perder esse show...


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Natal

 
A Bia está apaixonada pelos pisca-piscas, pelas árvores, bolas, estrelas...
Papai Noel, só se for pequeno e não cantar, andar ou se mexer, como ela diz "papai noel sem que canta", senão ela tem medo. Colocamos pequenos papais noéis (não sei o plural de papai noel, então arrisquei) em nossa árvore. A Bia tira de vez em quando, porque diz que eles estão "tistes". De fato, não estão com cara muito alegre, não.
Ela escreveu (desenhou) uma cartinha pro Papai Noel, mas ainda não se decidiu sobre o que pedir. Desenhou um Patati Patatá, um jacaré, um B de Bia, a mamãe, o papai, o Sansão e a Maya. quando pergunto o que ela vai pedir pro Papai Noel, ela diz: "nada".
Toda essa história de Papai Noel é bem legal, gosto de dar presentes (de receber também), de confraternizar, de comer (gosto muuuiitttooo!), mas vejo que no meio desse clima todo de Natal, às vezes falta o mais importante.
Então, meu post de Natal é para dizer que podemos presentear nossos filhos, nossos amigos, parentes, comemorar, festejar, afinal, neste tempo parece que nossos corações se amolecem, ficamos mais sensíveis e amorosos, queremos estar perto das pessoas que amamos...
Mas, não esqueçamos do PRINCIPAL, a pessoa mais importante do Natal, o motivo do Natal: JESUS. Afinal de contas, toda essa comemoração é por cauda Dele, por Ele e para Ele.
Natal é muito mais do que trocar presentes... o maior presente foi Deus quem nos deu: Seu próprio Filho, para nos salvar. É um presente que não tem preço, nem podemos medir, nem entender o tamanho desse amor. Se achamos que nosso amor por nossos filhos é o maior que pode existir, imaginemos o de Deus por nós, que deu seu próprio filho para nossa redenção.
 "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."João 3:16
A Bia escreveu uma cartinha pro Papai Noel, mas nós ensinamos que Natal é o aniversário de Jesus. Pro Papai Noel, ela pode pedir um brinquedo, mas pra Jesus, ela pede o mais importante e agradece, todos os dias: "Papai do Céu, obrigada por este dia. Obrigada porque o Senhor cuida de mim. Cuida, do papai, da mamãe, dos vovôs, das vovós, dos titios, das titias, dos priminhos, das priminhas, da Tata e de todas as pessoas que eu amo. Cuida de mim e fica comigo. Em nome de Jesus, Amém. Beijão Papai do Céu. Jesus, te amo!"
É isso que eu quero desejar a todos: um Natal com muito amor, muita alegria, muitos presentes, mas acima de tudo: muito Jesus!!!
Feliz Natal!!!

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Curtas

Minha Borboletinha


PALITO DE COPO
Numa bela manhã de sábado, estávamos Léo, eu e a Bia na lanchonete, comendo um salgado com coca-cola  (nosso café da manhã de sábado às vezes não é tão saudável assim... só às vezes) e a Bia queria um canudinho. Porém, ela não lembrava como se chamava o "canudinho", então soltou essa:
- Mamãe, téio um "palito de copo".
Ela pode não dominar a língua, mas sabe se virar muito bem!!!

É MUITO CARO
 Ontem fui procurar um dos resultados das ultrassonografias que fiz na gravidez, para indicar a médica que fez o exame para uma amiga e resolvi mostrar as fotos da "Bia quando estava dentro da barriga da mamãe" pra ela. Ela olhava e dizia: "Que linda!" pra todas (mesmo quando só dava pra ver uma mancha preta e branca). 
Então ela resolveu que tudo aquilo era dela. Pegou o "livro" das minhas mãos e nem deixava eu ver mais. Quando eu pedi para ela me devolver, olhou bem séria e disse:
- Tuidado pá não estagá. É muito taio. É do tabaio da Bia.
Traduzinho: Cuidado pra não estragar. É muito caro. É do trabalho da Bia.
Eu mereço!

E POR FALAR EM TRABALHO
A Bia anda numa fase de trabalhos domésticos (eu detesto). Não pode ver uma vassoura, um pano, um rodinho que quer "limpá".
Outro dia eu estava limpando uma cadeira, pois ela tinha derrubado alguma comida, não me lembro bem o que. Ela logo pegou o pano, o Veja e começou a limpar, ou melhor, lavar, de tanto Veja que ela esguichava.
Ah, e não lavou só a cadeira que estava suja, lavou também todas as outras... e o chão.
E pra fechar com chave de ouro, quando eu falei que já estava bom, pra devolver o pano, ela me disse, brava:
- Não! Tô fazendo meu tabáio!

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Pés no chão (literalmente)



Andar descalça sempre foi uma briga lá em casa: a Bia AMA e o Léo quase enfarta toda vez que vê aqueles pezinhos gordinhos no chão gelado.
Ameaças do tipo: coloca o sapato, senão congela seu pé e cai o dedo, são comuns. A Bia e a Manu (tadinha... a prima também é alvo das neuras do tio) até já decoraram essa frase: "congela o pé e cai o dedo".
Mas ontem, a Bia venceu uma batalha, porém (ainda) não a guerra. E mal sabia ela que seu maior aliado na luta a favor dos pés livres e descalços seria, ninguém menos do que o próprio Dr Gonzaga.
Geralmente não falo o nome dele nos meus posts, mas é engraçado como, para criticar, as pessoas dão nomes e para elogiar, não...
Então, de agora em diante, como sempre foi, quando falo do Pediatra, estou falando do Dr Gonzaga (sim, aquele que me acha neurótica e que responde pacientemente à minha lista de perguntas todos os meses, desde que a Bia tinha 10 dias... nem preciso dizer o quanto o admiro e respeito, nem quão excelente médico ele é. Vamos voltar ao assunto deste post.)
A Bia está resfriadinha, com tosse carregada e o nariz congestionado, então esta semana a levei ao médico. Na verdade, para ela, eu é que ia ao médico, ela só ia me levar.
Foi tudo bem, ela até falou "oi", enquanto EU era consultada, mas logo que ela percebeu que a consulta era pra ela, começou a choradeira... tudo bem... a consulta correu bem, apesar do chororô.
E eu nem levei bronca pelo peso dela... com 2 anos e 2 meses, está com 15,5Kg e 90cm (como cresceu!).   
Após a consulta, como de costume, descarrego minha "lista" e, desta vez, acho que nem a Bia esperava ser tão favorecida nas respostas.
Resumo:
 - Andar descalça: pode e deve! Exceto se estiver muito frio. (Com o calor que está fazendo aqui dá vontade de morar na geladeira.) 
 - Piscina: pode.
 - "Picoleti"(ela ama! Tenho feito em casa, com suco natural): pode.
 
Claro, tudo isso depois que sarar a tosse, né? Mas, posso dizer que o saldo foi bem positivo pra Bia.
 
Então, no outro dia pela manhã, ela acordou e já saiu do quarto descalça. (Sim, ela dorme no quartinho dela!!!)  Chegou à cozinha e falou pro pai:
- Ó! (mostrando o pezinho no chão)...
O pai ficou olhando em silêncio e ela continuou, com ar de "eu venci":
- O Tio Gonzaga falou que pode!
 
Essa batalha foi vencida! E o Tio Gonzaga ganhou mais uma amiga/fã/admiradora.
 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Bia consumista

Esta postagem está escrita há uns 2 meses, mas acho legal colocar aqui... foi uma das conversas engraçadas com a Bia...
 
 


Logo que a Bia deslanchou a falar frases completas e a entender como funcionam as coisas (pelo menos as mais simples), ingressou nesse mundo capitalista selvagem. Palavras como "dindin" e "pompa"(compra), são muito comuns em seu vocabulário. Ela tem uma carteira, tem 3 cofrinhos, quase todos cheios de moedas, tem um cartão de "crédito" (na verdade é um cartão de farmácia, mas ela guarda com todo cuidado na carteira dela e fala que é dindin) e, quando vamos ao banco, ela fica falando para o caixa eletrônico: "Sai, dindin! Sai, dindin! Téio (quero) dindin da Bia..."
Um dia ela viu uma pantufa do Patati Patatá na escolinha. Mal chegou ao portão pra ir pra casa comigo e soltou essa: "Pompa, mamãe, Patatá, pô pé?" traduzindo: Compra, mamãe, Patatá de pôr no pé. Depois disso, tudo o que ela vê (e às vezes o que ela não vê, mas imagina), ela pede: "Pompa, mamãe? Pompa, Papai?" Cavalos, cachorros, gatos, coelhos, passarinhos... (ela gosta muito de animais!) Esses dias, pediu para eu comprar uma aranha azul pra colocar no quartinho dela (bastante exigente, né?). Ah, o mercado imobiliário também a atrai. Quando estamos passeando de carro, de vez em quando ela solta: "Pompa, papai, casa Bia", apontando para alguma casa que lhe chamou a atenção.
Já acostumados com esses pedidos de comprar isso, comprar aquilo, não demos mais muita importância...
Até que semana passada, eu estava conversando com ela enquanto a trocava, depois do banho e ela contando da escolinha. Comentei que um amiguinho dela vai ter um irmãozinho. E ela:
- A Bia não tem irmãozinho... só o Elias tem irmãozinho (Elias é outro amiguinho da escola que tem um irmãozinho).
- É mesmo filha... o Elias tem um irmãozinho...
- Mamãe, pompa um irmãozinho pa mim...
- O que, filha?
- Pompa um irmaozinho pa Bia...
- Você quer que a mamãe tenha um nenemzinho na barriga, pra ser seu irmãozinho?
- Téio.
- Mas daí a mamãe vai ter que cuidar dele, pegar no colo...
- A Bia cuida.
- Mamãe vai ter que dar mamá pra ele...
- A Bia dá. Mamãe faz e a Bia dá. Ele mimi ati ó (apontando pra caminha dela) petinho da Bia.
- Mas amor, ele vai ser bem pequenininho... a mamãe vai comprar um bercinho e ele vai mimir no quarto da mamãe.
- Não... quato da Bia... bem juntinho Bia...
- Mas filha, e se ele afogar de noite, você não vai saber o que fazer, por isso ele tem que dormir perto da mamãe...
(aí ela olhou bem séria pra mim e falou)
- Mamãe... me ajuda a cuidá dele?
O que eu poderia falar diante disso? Abracei ela bem forte e falei:
- Mamãe ajuda, meu amor... mamãe ajuda...
Esses pequenos... vivem nos surpreendendo...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Não... eu não morri nem me mudei do planeta...

Olá... depois de um loooonnnngggoooooooo e tenebroso inverno, estou de volta.
Como já disse no título, não morri, nem me mudei para outra galáxia qualquer... apenas estou trabalhando muuuiiiiitttooo!!! Graças a Deus!!!
Nem sei onde parei... logo depois da festinha de 1 ano da Bia, aliás, na festinha de 1 ano da Bia fui convidada por uns amigos que estavam fazendo as fotos e filmagem do aniversário para ficarmos sócios no estúdio fotográfico e depois de pensar e orar muito, aceitamos. Por isso o tanto de trabalho que ,mencionei... estou amando! E imaginem quem é minha modelinho preferida? Esta foto fiz semana passada. Acessem o Blog do Studio WGA que tem mais:

studiowga.blogspot.com



Aliás, vamos falar sobre ela, afinal ela é o assunto deste blog!
Ela está cada dia mais linda (e mais arteira também!!!)
Completou no último dia 3, um ano e quatro meses. Está correndo, subindo, caindo, levantando (e quando tropeça, bate no chão e diz "bobo, bobo, bobo").
Está falando bastante "mamãe", "tatai", "Tish" é Beatriz. Ah... também fala vovô, vovó, tata (tata é a priminha Manu) e dindin (dindin é dindin mesmo!!! Pode?)
A Bia está indo à escolinha e está AMANDO!!! Agora está de férias, mas na semana que vem as aulas recomeçam...
Logo voltarei para postar mais...

Bjos a todos e FELIZ 2012!!!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Correndo contra o tempo

Quem está correndo sou eu, não a Bia! Aliás, ela está quase andando... e esses dias aprendeu a fazer "não" com a cabeça... rsrs. Eu acho a coisa mais linda!
Tivemos vários eventos este mês por conta do meu trabalho e a Bia foi a todos!!! Ela ama festas...
Mas a corrida contra o tempo é mesmo por causa da festinha de aniversário... por isso não estou postando muito (na verdade, nada).
Vou aproveitar o espaço e colocar as fotos de estúdio que fizemos de 9 meses, vestida de caipirinha (ela foi a duas festas juninas e comeu muito bolo de fubá!!!)
Ah... não posso deixar de dizer que o vestido foi a Vó Dinorá que fez e o chapéu a mamãe enfeitou (pena que ele não parou na cabecinha nem pra foto!!!)



quarta-feira, 29 de junho de 2011

Comendo Sozinha

Esta semana eu criei coragem e dei uma bisnaguinha para a Bia segurar na mão e comer sozinha... agora ela está se sentindo o máximo: a independente!!!
Claro que eu fiz todo aquele pampeiro de mãe: fotografei, filmei, bati palmas, comemorei, fiquei estupefata (gostaram da palavra?) com a coordenação motora e a determinação dela em comer o pão.
Minha mãe, mais audaciosa que eu, deu uma bolacha de maisena e ela comeu com tanta propriedade que parecia que ela sempre comeu deste jeito: segurando com suas próprias mãozinhas.
Hoje tentei ser ainda mais ousada: dei uma banana pra ela segurar... mas logo tirei porque achei que ela mordia pedaços muito grandes... ainda não. Vamos devagar.
Ah... claro que vou compartilhar com o mundo o vídeo dela comendo a bisnaguinha... Linda!!!


video

domingo, 29 de maio de 2011

Planejando a 1ª Festa - parte 1


A Bia está com quase 9 meses (ou seja, faltam só 3 meses para 1 ano!!!). Já estou atrasada nos preparativos pra festinha dela!!! Claro que já faz algum tempo que venho planejando e resolvi contar minha experiência, talvez tenha alguma dica ou idéia útil...
Não sou expert em realização de festas infantis, mas tenho certa experiência em organização de eventos e, dadas as devidas proporções, acho que isso é bem útil. Além disso, claro que andei pesquisando na net, tem alguém melhor para nos ajudar a organizar uma festa que o Dr.Google???
Vou contar os passos que determinei e em que pé estamos, ok?
1º passo: Check list - fiz um check list de tudo que eu acho importante em uma festa (claro que o check list é adaptável a vários fatores como: tempo, dinheiro etc.) Está abaixo:

Check list para a festa de 1 aninho da Bia:
1 - lista de convidados
2 - data e hora
3 - local
4 - buffet
5 - tema
6 - convites
7 - decoração
   7.1 - decoração da mesa principal e outras (guloseimas, lembrancinhas)
   7.2 - decoração das mesas dos convidados
8 - animação / atividades
9 - lembrancinhas
10 - Foto e vídeo
UFA! Acho que acabou... será mesmo? Bom... como já disse, a lista é flexível, pode aumentar ou diminuir.

De posse desta lista, vamos começar a planejar as coisas:
1) Dimensionar a festa: Antes de pensar em qualquer outra coisa, temos que definir o tamanho da festa. O ponto de partida para saber o tamanho da festa é definir quantos convidados teremos. Deste modo, a primeira coisa que eu e o Léo fizemos foi a lista de convidados. Cada um fez a sua, depois juntamos as duas e acrescentamos os amigos comuns. Pronto! Já demos o pontapé inicial. Ainda no dimensionamento da festa cabe escolher o "nível de requinte" que ela terá: será uma festa simples, informal e familiar ou será uma festa com "pompas e circunstâncias"? Talvez um "meio termo". Essa definição vai orientar todos os outros passos: da escolha do local ao buffet e todo o resto. Geralmente essa escolha depende de 2 fatores: 1 - características e preferências do casal (os pais): se preferem algo requintado ou mais simples. 2 - limite orçamentário. No nosso caso, além de preferirmos algo mais simples,  também por se tratar de festa de criança, temos sim um limite orçamentário (como a maioria das pessoas), então optamos pelo simples e agradável! Ah... claro, quando eu digo buffet, é uma opção um churrasco em casa para a família (ótima opção, por sinal).
2) Data e hora: acredito que aqui devemos levar em conta a rotina da criança e seu comportamento quando está em um local cheio de gente. A Bia gosta muito de festas. Quando tinha 45 dias foi ao aniversário da priminha Manu (à noite) e se comportou direitinho. Com 2 meses e meio foi ao casamento da Jú (mamãe e papai foram padrinhos). De novo se comportou como uma mocinha. Até na formatura da Tia Laura ela foi com 5 meses (balada!!!). O problema é que as festas à noite a deixam agitada e depois ela demora a dormir. Resolvemos, então, fazer a festa à tarde, depois do soninho dela. Horário: 16hs.
3) Local: o local deve acomodar bem os convidados e ter espaço para as crianças brincarem. Por ser à tarde, vamos fazer em um sítio, com bastante espaço e grama para as crianças correrem e para as atividades de recreação.
4) Buffet: pelo horário, salgadinhos, bolo e docinhos de festa. Refrigerante e água.
5) Tema: A escolha do tema vai orientar o resto: convites, decoração, lembrancinhas e até a roupa da aniversariante. Penso que devemos escolher um tema de acordo com a idade, o local e, principalmente, o gosto da aniversariante (mesmo com 1 aninho). Eu estava entre "bonecas de pano", que eu acho muito lindo, meigo, delicado e fofo (igual a Bia!!!) e Cocoricó, que a Bia AMA! Bom... o gosto dela falou mais alto e também tem mais a ver com o local, então ficou Cocoricó, que é lindo, colorido e as crianças amam!!!
7) Decoração: na verdade escolhi o tema vendo a decoração (7.1). Aqui temos também opções: tradicional, com mesa, toalha, painel desenhado, bexigas etc ou "clean", que agora está muito na moda, é uma decoração mais "limpa" mesmo, sem muitos elementos, sem poluição visual (particularmente, eu acho que alguns elementos da decoração tradicional, como o painel, atrapalham na hora das fotos, as pessoas se "misturam" aos desenhos e fica tudo "uma coisa só", mas essa é uma opinião bem pessoal). De qualquer forma, acho que as bexigas são imprescindíveis e, pela idade, tudo bem colorido. Então optei pela decoração tradicional, mas sem o painel, com uma cortina lisa e as bexigas em volta, para sair melhor nas fotos.
Daqui pra frente não vi mais nada... agora estou pesquisando lembrancinhas, centro de mesa etc...
Assim que tiver mais dicas, coloco aqui. Espero que seja útil para alguém.